d

Geral

Compartilhe agora

FC Cascavel encerra campanha no Brasileirão da Série D e inicia preparação para a final do Paranaense

Postado em 21 de setembro de 2021 por

Feature image

Fonte: Assessoria de Imprensa

A sonhada vaga para as oitavas de final do Campeonato Brasileiro da Série D não veio, mas não faltou luta, garra e dedicação para a equipe da Serpente Aurinegra. Com 33 jogos na temporada, o time do Cascavel tem 16 vitórias, 14 empates e apenas 3 derrotas no ano. Com 12 anos de fundação, esta foi apenas a segunda participação do clube de Cascavel no Brasileirão.

Mesmo dando um até breve para a competição nacional, disputa para a qual já está classificado para  2022, o torcedor tem motivos de sobra para comemorar e seguir apoiando o time, que também está classificado para a Copa do Brasil do ano que vem e ainda tem pela frente a final do Campeonato Paranaense.

Jogando a partida de volta do mata-mata neste sábado (18), no Estádio Olímpico Regional, a Serpente Aurinegra enfrentou o time do Cianorte. Em um jogo que começou muito disputado, quem saiu na frente foi o time do norte paranaense, que ampliou ainda na primeira etapa.

No 2º tempo, o time cascavelense entrou em campo focado em buscar o resultado, mas foi o adversário quem soube aproveitar melhor as chances fechando o placar agregado em 3×0.

O time comandado pelo técnico Tcheco inicia agora a preparação para enfrentar o Londrina na briga pelo título do Paranaense 2021. Além disso, a diretoria do Cascavel já começa também o planejamento para 2022, pensando na disputa de três competições: Campeonato Paranaense, Copa do Brasil e Brasileirão da Série D.

Confira a entrevista coletiva do técnico Tcheco

O JOGO

“É um jogo muito atípico pra nós em todos os sentidos, sair perdendo por 1×0. Tivemos que sair do planejamento estratégico que tínhamos para a partida. Sentimos um pouco o baque, até achar um posicionamento ideal. Depois da parada para a hidratação tivemos um comportamento melhor, criamos oportunidades com o Libano e volume de jogo”.

SEGUNDO TEMPO

“Com a expulsão do Robinho, ficou difícil ter a reação imediata, pelo calor e pedi para acharem um posicionamento para chegar ao intervalo e arrumar a casa. Sofremos o segundo gol antes disso e com um a menos e o resultado adverso de dois gols, as coisas tomaram uma dimensão muito difícil de reação. Tentamos organizar uma situação no vestiário onde fomos para arriscar, com um propósito de reação de início colando o time de mano com nosso sistema defensivo com o ofensivo deles. Mas não tivemos êxito, e aí quando eles fizeram 3×0, sacramentaram nossa derrota”.

A DERROTA

“Derrota amarga, difícil de engolir porque é a primeira em casa e justamente em uma classificação que gostaríamos tanto para dar ao nosso torcedor, mas principalmente para a diretoria e o presidente do Cascavel, que tem um projeto muito bonito. Ficamos tristes porque sentimos que com essa equipe nós teríamos condições de ir muito adiante. Mas o futebol não perdoa, primeiro jogo poderíamos fazer um resultado muito melhor, principalmente quando eles tiveram um jogador a menos, não conseguimos. Isso não tira o mérito do Cianorte”.

FINAL DO PARANAENSE

“Nos resta agora a final do Paranaense que é uma questão de honra pra nós buscarmos esse título, para dar ao torcedor, diretoria. É uma final inédita, temos que tentar fazer deste jogo algo para honrar nossa temporada que foi construída de forma muito bonita”.

Camisas e produtos oficiais

O torcedor que deseja adquirir os produtos do Futebol Clube Cascavel pode se dirigir até umas das lojas oficiais do clube, que estão localizadas na Avenida Brasil: container em frente à Havan e kombi em frente às Pernambucanas.

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários