d

Locais/Regionais

Compartilhe agora

Seu Chico Ovos agora é também o Chico dos Morangos

Postado em 16 de junho de 2021 por

Feature image

Vermelhinhos, aromáticos e deliciosos. É assim que podemos descrever os morangos produzidos pelo seu Chico.

Adroaldo Pereira, de 50 anos, conhecido como Chico Ovos, que há uma década fornece hortaliças orgânicas e ovos para consumidores de Boa Vista e de outras cidades da região, abriu um espaço em sua chácara para a produção dos morangos. Já são 8 mil mudas plantadas na propriedade e grande parte já está produzindo frutos que são comercializados no local e também de porta a porta, que é a forma como seu Chico vende seus produtos há muitos anos. “Nossa venda é direta ao consumidor, sempre foi assim. Alguns vem buscar aqui em casa mesmo, mas a maior parte das vendas é feita com as minhas visitas. Tenho clientela formada já em Boa Vista e todas as cidades vizinhas”.

Produção Diversificada

O planejamento do plantio dos morangos começou há mais de um ano, pela necessidade de diversificar a produção da chácara. O preço do milho e de outros grãos se elevaram muito e a ração das galinhas poedeiras, ficou mais cara. De acordo com os dados do CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), em junho de 2020, o preço médio da saca de milho no Brasil era de R$ 46,96. Em dezembro, chegava a R$ 73,84. Hoje a cotação está em R$ 93,27.

Apesar do aumento do consumo de ovos pela alta do preço da carne e ainda do reajuste no preço dos ovos ao consumidor, a conta não fechou e o prejuízo foi inevitável. “Tudo o que construímos todos esses anos, nosso crescimento, foi derrubado com esse ano de crise. Mesmo reajustando o preço dos ovos, não conseguimos cobrir os custos que temos para manter as aves. Por isso, buscamos outras alternativas” explica ele.

A propriedade de seu Chico e da companheira Lurdes, que vivem juntos há mais de 10 anos, abriga pouco mais de 3 mil galinhas em barracões. “Elas ficam nos barracões, mas é diferente do confinamento de aves de granja. São galinhas do tipo caipira. Aqui elas tem espaço, tem uma alimentação diferenciada. Além da ração, são alimentadas também com as hortaliças que não tem boa aparência para o comércio. O resultado dessa criação você pode ver nos ovos grandes e bem formados”. A produção chega a 2 mil ovos por dia, retirados manualmente pelo casal de dentro dos ninhos.

As hortaliças são orgânicas, produzidas sem uso de herbicidas. “Quando aparece alguma praga, elas ficam em alguns pés mais velhos de alface, por exemplo, e não afetam toda a área dos canteiros. Quando a gente planta, já calcula 10% de perda para insetos. Mas o que sobra ainda vai para a alimentação das aves”. Seu Chico explica que há um ciclo entre as produções. “A galinha dá o que a terra precisa, que é o adubo orgânico que vai para as hortas e depois ela recebe de volta em forma de complemento alimentar, através das hortaliças”.

Nos morangos, o produtor conta que alguns grilos pequenos tem surgido, atraídos pela luz verde dos postes colocados na ciclovia da estrada rural que passa na frente da chácara, localizada na Linha Hípica. “A gente elimina boa parte dos grilos manualmente, pois não tenho intenção de usar veneno em nenhuma plantação”, diz ele.

Autodidatismo e trabalho em equipe

Seu Chico conta que tanto o negócio dos ovos, das hortaliças e agora o planejamento com a produção dos morangos foi feito por conta própria. “Até hoje não tive assistência de ninguém, a gente mesmo vai fazendo os estudos, vou aprendendo sozinho de acordo com o que eu vou fazendo. É tudo sozinho”. Apesar disso, a produção vai bem.

Seu Chico encomendou de um importador as primeiras mudas de morango, vindas da Espanha. “Demorou três meses pra chegar, são mais caras, mas vale a pena. Pode olhar a folhagem das mudas, que coisa mais linda. Sem falar o tamanho e qualidade do morango”. E há também mudas nacionais, vindas de Minas Gerais, que tem um ciclo diferente de produção. “As mudas da Espanha ficarão produzindo por dois anos, o ano todo. Há somente um intervalo de adaptação entre a primeira e segunda leva de morangos e depois fica permanente. A nacional produzirá por cerca de 4 meses e meio e depois disso, deverá ser substituída por uma nova muda”, complementa.

Além de seu Chico e de Lurdes, há dois ajudantes na chácara. “Tanto a produção dos ovos quanto as hortas demandam bastante trabalho. Mesmo porque, eu preciso sair para vender os produtos todas as tardes. Aí eles ficam tomando conta da produção e a Lurdes cuida da casa e das vendas aos consumidores que vem comprar aqui diretamente”, comenta o produtor.

A previsão de colheita de frutos, de acordo com o que cada muda é capaz de produzir, com todas as condições favoráveis, é de 11 toneladas por ano.

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários